Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Sobre

RADIO CAPOEIRA – A RÁDIO QUE GINGA COM VOCÊ

Comunicação Comunitária a serviço do Patrimônio Cultural Afro-Brasileiro e da Humanidade.

SOBRE

A Rádio Capoeira foi fundada no dia 13 de outubro de 2012 e tem como missão dar maior visibilidade aos trabalhos realizados pelos (as) capoeiristas e as demais culturas africanas e afrobrasileiras. 

Se você compõe músicas de capoeira, cria vídeos de seus trabalhos ou mesmo realiza eventos, você não pode deixar de contribuir com a Rádio Capoeira. 

Desde 2012 a Rádio Capoeira vem divulgando músicas, realizando lançamento de livros, CD’s e DVD’s e apoiando na divulgação de diversos eventos de Capoeira pelo Brasil e pelo mundo.   

Realiza em parcerias diversos programas na Rádio, como o BerimBatuques com Mestre Kblera, de Brusque, Santa Catarina e o Fala Capoeira com Vitor Junior de São Paulo. 

OBJETIVO

Se transformar em um dos maiores veículos de divulgação da Capoeira na internet, contribuindo, assim, para a divulgação de nossa arte e para o combate ao racismo e todas as formas de discriminação, difundindo os valores civilizatórios da matriz africana na diáspora brasileira.

1. Noticiário. informações das ações culturais, sociais, educativas e de luta por cidadania dos capoeiristas no Brasil e no mundo.

 

3. Musicalidade de Matriz Africana - a musicalidade presente na Capoeira, suas experimentações e projetos musicais são fortes expressões artísticas-culturais afro-brasileiras.

 

2. Memórias da matriz africana. Entrevistas e depoimentos de memória e de histórias de vida, de resistência e participação política dos Mestres e Mestras e suas histórias, com suas conquistas sociais, culturais, educacionais, preservando a memória de suas histórias de luta.

 

4. As Áfricas. Relato sobre os países africanos e suas histórias.

 

5. Consciência ambiental - Partindo do princípio de que as tradições de matriz africana dependem da natureza para se manterem vivas, registramos as práticas e manejos tradicionais para a preservação do meio ambiente urbano e rural.

 

6. Direitos sagrados. Debate sobre situações de racismo religioso e orientações de como proceder para a garantia dos direitos dos povos tradicionais de matriz africana. Combate à violência que se lança ferozmente contra grupos e comunidades com identidade de povos tradicionais de matriz africana. Se configura como um canal de denuncia a todos os maus-tratos e preconceitos que sofrem estes individuos em várias lugares do país, com constastes ameaças, mortes e proibições. E ao mesmo tempo queremos entrevistar juristas e advogados que orientem para a busca de soluções legais para os conflitos.

 

7. Mulheres na Capoeira - Conhecer a história das mulheres na Capoeira proporciona às jovens mulheres, em particular as mulheres negras, espelhos em que se vejam refletidas. Saber que suas antepassadas contribuíram para mudar o machismo enraigado na Capoeira. 

 

8. Patrimônio cultural. A preservação, ou melhor, a resistência cultural da matriz africana faz de nós depositários da cultura e dos saberes dos nossos antepassados: músicas, danças, artesanato, língua, emprego da medicina natural e toda a história que é transmitida através da oralidade. Os grupos e associações de Capoeira, assim como os Terreiros de Candomblé, de Tambor de Mina e de Umbanda são verdadeiros centros de preservação da cultura, do meio ambiente e do sagrado africano na diáspora brasileira.

 

9. Juventude da Capoeira - mobilização social para o combate ao genocídio da juventude, em especial da juventude negra.

 

10. Educação para a diversidade étnica e racial. Divulgação de projetos exitosos em educação para a diversidade étnica e racial.

 

11. Saúde na Capoeira. Divulgação de ações tradicionais de promoção de saúde e prevenção de doenças; divulgação de ações de promoção do programa saúde integral da população negra.

 

Adaptado do texto elaborado por Arthur Leandro (in Memorian), grande liderança religiosa, política, artística e educacional do estado do Pará. Ele esteve à frente de importantes iniciativas, como a Rádio Axé.